sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

Covardia



"ESTAMOS TRISTES. Alguém que envenenou a Bily e a Lounies está feliz, saiba que sofreram muito antes de morrerem. Esse ato de  covardia  terá a sua recompensa dada por Deus. Aguarde".

Vi a faixa, com os dizeres acima, colocada numa praça.


Fiquei pensando na tristeza dos donos dos cães envenenados, e na coragem/maldade/ruindade de alguém em dar veneno para animais inocentes, que não sabem se defender das más intenções alheias.

Uma vez um rapaz que trabalhou na mesma firma minha, despejou gasolina num cachorro de rua, e tacou fogo nele. E ficou rindo, do cachorro morrer gritando.

Os anos se passaram, e com toda a certeza ele se esqueceu. Mas acho que Ele não se esqueceu.

Um dia ao chegar em casa, casa fechada, gás vazando sem que ele percebesse, ao acionar o interruptor de luz, houve um clarão, uma explosão. O homem ficou totalmente queimado, mas escapou. Foi internado, sofreu horrores durante o tratamento. Demorou pra se recuperar.

13 comentários:

Daniel Savio disse...

Deus escreve certo por linhas tortas...

Talvez ele tenha escapado vivo para aprender a importância da vida, mesmo do suspostos seres irracionais.

Fique com Deus, menino Carlos Medeiros.
Um abraço.

LisAnaHD disse...

E será que alguém refrescou a memória dele sobre a maldade que ele havia feito?

Luzinha disse...

Não sei como pode alguem cometer esses atos covardes contra animais, idosos e crianças

Gabi disse...

Escolhemos a semente que vamos plantar...mas vamos colher o que plantamos! Deus é justo..e respondendo sua pergunta rsrs Nós sempre temos duas... mas aquela que ama sempre fala mais alto, ou vc imagina uma mulher que vive na TPM??? rsrsrs

Nanda disse...

Não tenho a menor pena de quem faz maldades com animais.´É simplesmente imperdoável. nem preciso dizer que meus vizinhos 'amam' bichos, né? Beijos.

Nanda disse...

Voltei pra te responder. Meu endereço no Twitter é: @NandaRochaIP =) Você fez um pra você?

Donaella disse...

Penso num mundo onde tudo se interliga as mãos de Deus. Não penso nas fatalidades, mas em como quando a "revanche" chega não faz mis o menor sentido para mim e me sinto feliz por não estar mais conectada aquilo, já é de Deus!
Boa reflexão!!
bj

Nanda disse...

Já estou te acompanhando no Twitter. Seja bem-vindo ao Twittverso! =)

Beth disse...

Acredito totalmente na justiça divina, na lei de Ação e Reação. E que a colheita vem de acordo com o que é plantado.
Ainda assim, não consigo saber uma notícia dessas sem me indignar muito, sem me dar uma revolta, uma vontade de pegar quem faz uma coisa dessas e socar a cara, me perdoe o instinto violento, mas foi como senti agora. Essas pessoas, se é que podemos chamá-las assim, conseguem (se deixamos, eu sei... eu sei) despertar na gente sentimentos ruins, que nos envenenam mais do que a elas, não é? Fiquei estarrecida por conta dos cãezinhos que sofreram após envenenados, imaginei a dor dos seus donos e o recado dado com a faixa, espero que doa um pouco na consciência de quem praticou essa maldade.
E fiquei também tristíssima com a história do cachorro de rua, tadinho. Mas a justiça foi feita né? Pois é...
Beijo.

Magui disse...

Tem gente que acha que os animais não sentem dor.

cris disse...

Só espero que esse seu funcionário tenha ligado o acidente com ele com o ato feito com o cachorro. Covardias assim me fazem desacreditar na raça humana, mas sou humana e não posso desacreditar em mim mesma. No auge da incoerência... por isso leio e escrevo e leio mais.

Tathiana disse...

Talvez ainda exista alguma justiça no mundo... Queria acreditar nisso.
BJs.

Lady Murphy disse...

O ser humano é o animal mais cruel.