sábado, 7 de abril de 2012

A mulher da tv a cores

Final dos anos 1970, início dos anos 1980. Vários domingos a noite, passo por uma determinada rua, e vejo uma idosa assistindo  tv a cores, na sua sala.
A porta da frente era grande, de vidro.

Naqueles tempos, apenas os endinheirados podiam ter uma tv colorida. A maioria, como eu, só assistia em preto e branco. Colorido, apenas no cinema ou nas, agora extintas,  lojas Brastel.

Toda vez que passava em frente da casa dessa senhora, e a via assistindo tv, as cores reguladas em tons exagerados, principalmente o vermelho, sentia naquilo uma pequena exibição, normal no ser humano.

Talvez essa característica, seja apenas uma, entre várias outras, que possibilite a evolução da espécie humana.

Hoje, quando passo em frente a essa casa, nada mais vejo lá dentro. As cortinas estão cerradas escondendo tudo.

5 comentários:

José Maria disse...

Na minha casa, demorou muito a tal da tv a cores. De 29", só recentemente. Bom fim de semana.

Dama de Cinzas disse...

Verdade! rs. É bem assim mesmo.

Beijocas

Murilunk disse...

A capacidade de exibir-se fez com que o ser humano inventasse os atuais maquinários televisivos altamente tecnológicos.

Michele disse...

Eu abri mão da televisão. Na minha casa não há. Mantenho-me informada através da internet.
Mas gostei desta crônica da vida real.

Um abraço e bom domingo!

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Em casa sempre tive TV colorida... Mas lembro dos outros que tinha em preto e branco, principalmente no interior... Abraços, Fabio www.fabiotv.zip.net