sábado, 10 de março de 2012

Enquanto Cozinho

Ponho o arroz para cozinhar.
Enquanto o cozinho, pego o "Trem Noturno Para Lisboa", e caminhando pela casa, leio por uns cinco minutos. Um romance sem grandes aventuras, sem ação policial, sem suspense, mas com bastante textos filosóficos.

Verifico o arroz, não há necessidade de colocar mais água. Subo até o terraço, dou uma pequena varrida,  enquanto penso num trecho do Livro de Pascal Mercier:  "As pessoas frequentemente falam de uma maneira tão desconexa e contraditória que esqueciam rapidamente o que diziam. ....Não se podia tomar as pessoas pelas palavras".

Conversar é bom, mas fala-se demais, repete-se demais. A pessoa que fala muito, nem escuta o que o outro falou. Na verdade, nem sabe a metade do que falou, porque no outro dia, repete tudo de novo.

Desço, ponho um pouco mais de água no arroz.

Andando pelo quintal, leio mais um trecho: "Lutero decidiu transformar Deus num Deus zeloso. Explicara aos alunos a tremenda distância entre o texto alemão e o hebraico, uma distãncia de tirar o fôlego."

Os primeiros cinco livros da Bíblia são os mesmos do início do Alcorão. E nota-se nesta parte da Bíblia, um Deus mais rigoroso, guerreiro, vingativo. Parece condizer com o temperamento dos muçulmanos radicais, que gostam de jogar bomba nas pessoas, inclusive de apedrejá-las, por atos que consideram pecaminosos.

Verifico o arroz. Não há  necessidade de mais água. Enquanto deixo o arroz terminar de cozinhar por mais uns cinco minutos, subo até o terraço com o livro na mão, ao mesmo tempo atento, pensando no fogão. Não posso me esquecer dele. 

5 comentários:

Michele disse...

Gostei imensamente da crônica. Criativa e filosófica.

Um beijo

Murilunk disse...

Porra, que texto fantástico. Muito legal o modo como você intercalou suas leituras e reflexões com a simples tarefa de cozinhar o arroz. Muito bom mesmo.

Um abraço.

FABIOTV disse...

Olá, tudo bem? Eu não sei fazer arroz.. Um dia eu tentei, mas ficou horrível.. Nunca mais! hehe.. Abraços, fabio
www.fabiotv.zip.net

Nanda disse...

Se eu começar a ler e gostar da leitura, vai ser difícil conciliar com outra atividade. O arroz ia queimar, na certa...rs

Gabi disse...

Entre cozinhar e ler, dois prazeres... adorei!