sexta-feira, 1 de abril de 2011

O lenhador


Fulano é chato, dizem alguns. Fala demais, conta a mesma história, longa demais, nos mínimos detalhes, e não deixa ninguém falar.

Sicrano é ladrão, o outro assassino.
Já aquele outro, é mal pagador. Não empresta dinheiro pra ele, que é fria.

Beltrano é mentiroso. A mulher do cara é safada, sai com um monte de homens.
Será que fulano, sicrano, beltrano, e a mulher tem realmente culpa do que fazem?

Um cara bebe dia e noite, e não consegue largar o vício. Por quê outras pessoas não pegam esse vício? O que contribui para isso?

Há pessoas que são gastadoras, torram tudo que tem, não conseguem segurar um pouco para passar o mês. Terão realmente culpa disso?

Ou a resposta está na genética? Está nos seus genes.
No filme O lenhador, Kevin Bacon, vive um pedófilo que  gostava de molestar menininhas (criancinhas). Ficou preso 12 anos por isso. Ao ser solto, arrumou um emprego. Ele tinha consciência do seu erro, e sabia que não podia mais mexer com criancinhas. Mas é difícil pra  ele resistir à elas, à tentação.









Isso é considerado uma doença. Mas o que é uma doença? Nesse caso seria uma doença que mexe com a personalidade. Esse tipo de doença pode ser causado por defeitos genéticos?

Não estou defendendo ladrões, assassinos, apenas me pergunto o porquê de algumas pessoas serem naturalmente boas, e outras, naturalmente ruins.

8 comentários:

Nanda disse...

Difícil saber a resposta, mas ela deve passar pela genética, pelo ambiente e pela forma como a pessoa é tratada desde a infância. E acabei lembrando de Dexter. Sobre o Wii te mandei um email; respondendo a pergunta e dando algumas dicas. Depois me diz se recebeu, tá? Bom final de semana.

Luzinha disse...

Sofri horrores com o dente...e ele ainda doi...8 dias depois.

Vou ver se assisto esse filme...

beijos

JuJu disse...

Eita... Eu também não sei bem como te responder a essa pergunta, mas pelo menos sei que todos temos capacidade de ao menos tentar ser melhor do que é.
Até!

claudete disse...

...realmente é dificil responder seria o mesmo que perguntar a pais sadios que nunca transgrediram porque geraram um filho com necessidades especiais, ou com alguma mutação física ? só consigo encontrar uma resposta: as difificuldades existem para aprendermos e evoluirmos espiritualmente com elas...da mesma forma quem nada faz e recebe tudo em abundância...como procederá em suas relações com o outro considerando tanta fartura?Uns poucos conseguem partilhar e contribuir com o progresso dos menos favorecidos,outros se degradam e nada fazem...não é fácil encontrar o caminho se não existe a consciência de que somos todos filhos de Deus. Abraços.

Beth disse...

Ah, eu acho que passa por muita coisa. Cada caso é um. Hoje mesmo, conversando amigo, a caminho do trabalho, falava sobre isso. A gente avalia as pessoas, julga, até condena, nem sempre sabe 1/10 do que está por trás de certos comportamentos. Sem querer justificar, há coisas que não dá para defender, mas que geralmente há uma história, um trauma, ou até mesmo uma herança genética... sei lá.
Sobre Alain Delon, adorava ele mesmo. Sabe quem nunca mais vi também? Jean Paul Belmondo. O feio mais charmoso do cinema, da minha época jovenzinha. ADorava.
Beijos!

Magui disse...

Destacar os malefícios parece que são maioria.

matheusb.campello disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cecília disse...

Difícil responder...

Olha, eu também não sabia que existia o 'dia internacional do homem', vi lá no blogue do Elcio e resolvi participar da postagem coletiva.

Bom final de semana!