sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Silêncio

"Lembro de quando biblioteca era sinônimo de silêncio, bons tempos"

Maura Galvão - desevolução

Em todo lugar há excesso de barulho, e o mais comum é o som de algum carro no mais alto volume. As pessoas estão cada vez mais egoistas, mal educadas; não se importam se tem alguém querendo dormir, ou assistir tv, ou até mesmo ler um livro. Querem é curtir/impor o som deles, na maioria das vezes, de péssimo mau gosto.

6 comentários:

Donaella disse...

Aquela velha história, a minha liberdade acaba quando a do outro termina. Penso em comoas pessoas não são civilizadas!!!
Grande Abraço

Nanda disse...

Graças a Deus, esse final de semana foi mais tranquilo. No domingo passado, fizeram uma festa aqui perto, com música no volume mais alto que se possa imaginar e só músicas bregas. Beijos, boa semana; finalmente tem um DH na caverna.

(v)orcego disse...

Não sei se chegou a ler um post em meu blog sobre família, é exatamente onde se aprendia esses princípios.
No nosso mundo cada dia mais liberal, onde o egoísmo(salvo exceções) reina, natural que esse tipo de situação ocorra.
Lamentavel.
Boa semana, (v)

Daniel Savio disse...

Carlos, infelizmente, é uma bola de neve, pois há certa pressão para aprovação escolar, na qual a qualidade do alunos formados decae...

Por conta a forma de entreterimento não é da melhor.

Fique com Deus, menino Carlos Medeiros.
Um abraço.

Lilah Costa disse...

Silencio hoje em dia ta mais difícil do que nota de um real.

abraço!

Maria Helena disse...

Carlos
Individualidade demais. Os outros não existem.